Notícias

Notícias

Publicado em 14/11/2018

Programa de Aceleração de Impacto Social tem 2º encontro presencial

Programa de Aceleração de Impacto Social tem 2º encontro presencial
Programa de Aceleração de Impacto Social tem 2º encontro presencial

Nos dias 8 e 9 de novembro de 2018, foi realizado o 2º Encontro Presencial do Programa PAIS, executado pela Phomenta, no Centro de Treinamento do BRB. Os dois dias foram repletos de atividades teórica e práticas, com o objetivo de encerrar o trabalho de aceleração, que durou 6 meses. O PAIS tem a realização dos Institutos Bancorbrás, BRB, Cooperforte e Sabin.

Ao todo, 28 instituições participaram do Encontro, com uma média de dois representantes para cada. Na quinta-feira, 8, os participantes conheceram a ferramenta CANVAS, de planejamento estratégico, aprenderem ainda sobre um novo modelo de negócios, em que as instituições entendem seus doadores como clientes, mudando completamente seu atendimento. Além disso, os representantes fizeram a estruturação de custo/receita e conheceram técnicas de como buscar novas fontes de recursos.

 Na sexta-feira, 9, o dia iniciou com uma retrospectiva das ferramentas de gestão aprendidas ao longo do Programa, os investidores sociais participaram de uma roda vida, em que as instituições fizeram várias perguntas para tirar dúvidas e receberam dicas de como conquistar e manter um investimento. No período da tarde, foi promovida a Feira de Projetos, em que os participantes apresentaram sua instituição e projetos, em três minutos, para bancas formadas pelos Institutos presentes. Ao final, 4 organizações foram selecionadas para receber mentorias dos Institutos Bancorbrás, BRB, Cooperforte e Sabin.

Ao longo do Programa, as instituições tiveram um acompanhamento próximo do Phomenta, que ensinou várias ferramentas de gestão como: mapa de empatia, pitch, protótipo, proposta de valor, além de mentorias com profissionais renomados no mercado nacional.

Veja abaixo, o depoimento da representante da Escola Maria Teixeira, Sra. Elcie Helena Costa Rodrigues:

Para nós da Escola Maria Teixeira causou uma grande curiosidade, quando fomos selecionadas para participar do Programa de Aceleração de Impacto Social. Entendemos a priori que se tratava de um programa, que nos auxiliaria na qualificação de nossa gestão, planejamento e ação frente aos nossos desafios de existir. Maravilha!

Mergulhamos de cabeça, mesmo sem saber onde nos levaria esta nova proposta. Podemos dizer que foi uma jornada de muitas novidades. Guiados pela Phomenta, foi uma aventura muito, muito produtiva! Ao trazer as ferramentas típicas deste universo moderno das Startups, a Phomenta teve um excelente insight, pois os tempos atuais são ágeis e urgentes, as mudanças parecem muito velozes, difíceis de acompanhar.

Posso dizer que ao final desta jornada, saímos mais maduros, mais organizados e com uma listinha enorme de atividades a fazer. As ferramentas e procedimentos ofertados já se mostraram úteis e aplicáveis. Não vão ficar na gaveta empoeirando. Já começaram a impactar nosso fazer cotidiano. Digamos que passaram a qualificar nossa missão impossível... de existir...

Mas, sabemos que é só o início de um novo tempo ou um novo modo de fazer velhas coisas. Sabemos que teremos que contagiar os nossos pares, que não tiveram contato com estas novidades. E isso nos empolga, nos incentiva, mexeu com nossa crença, parece que nos trouxe mais força.

Quando explicamos para os nossos pares, descrevemos que os quatro Institutos (BRB, Bancorbrás, Sabin e Cooperforte) resolveram ajudar a turma da ponta da solidariedade a aprender a pescar, é comovente como eles acreditaram que nós daríamos conta... pois imaginamos ser um investimento importante.

E para explicar o que é a Phomenta, fizemos a seguinte analogia: Eles são o SEBRAE das OSCs. Bem finalizo dizendo: nós, empreendedores sociais, trabalhamos com paixão e compromisso, por isso, fazemos acontecer. Já pensou onde poderemos chegar com esta qualificação e capacitação?!!!

Comente essa notícia